Vereador de Curitiba pede investigação de obras na Linha Verde - Jornal de Colombo

Vereador de Curitiba pede investigação de obras na Linha Verde

Vereador de Curitiba pede investigação de obras na Linha Verde
Obras do Lote 4.1 da Linha Verde Norte, trecho entre a Estação Solar e Estação Atuba.(Foto: Daniel Castellano/SMCS)

O vereador de Curitiba, Professor Euler de Freitas (PSD), solicitou a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o histórico das obras da Linha Verde,  BR-476 que liga a região Norte e Sul a região de Curitiba.

De acordo com um documento obtido pela reportagem do portal R7, a CPI terá duração de 180 dias e contará com nove membros. Resta aos demais membros da Câmara de Vereadores validarem a proposição para o andamento da investigação.

O pretexto da solicitação do Professor Euler é que, em outubro de 2019, a Câmara Municipal recebeu na sessão plenária o Secretário de Obras de Curitiba para prestar esclarecimentos. Na ocorrência, foram constatados diversos “lotes com contratos rescindidos e/ou atrasos e diversos outros fatos que mereciam explicações mais detalhadas”.

A reportagem destaca a existência de um relatório do Tribunal de Contas da União (TCU), que aponta a necessidade de diferentes atualizações do Projeto Executivo, realização de aditivos para suprir quantitativos e serviços não previstos inicialmente, além de orçamentos incompatíveis com os aportes recomendados para a obra.

Ainda conforme o relatório do TCU, as omissões em relação às interferências das redes de energia, saneamento e telecomunicações, além das desatualizações do projeto e a falta de revisão e planejamento prévios para sua execução, causaram interferências e atrasos.

O documento também questiona a Prefeitura de Curitiba sobre a relação com empreiteiras diante do adiantamento das obras. “Em vez de rescindir o contrato unilateralmente, as obras foram adiadas e a empresa ganhadora do consórcio teve a chance de começar a executar o plano sem prejuízo, multa ou notificação”, cita um trecho do relatório.

A Secretaria de Obras Públicas da Prefeitura de Curitiba informou à reportagem do R7 que não recebeu o pedido, e que não irá se manifestar no momento.

Histórico da Linha Verde

Segundo a Prefeitura de Curitiba, o projeto Eixo Metropolitano começou a ser planejado no final dos anos 90 com o objetivo de unir os lados Norte e Sul da cidade com a Região Metropolitana. São 22 quilômetros de extensão e seis pistas (pelo leito da BR-476), ligando desde o Pinheirinho ao Atuba, beneficiando 22 bairros numa área de abrangência de 287 mil pessoas.

Batizada de Linha Verde em 2005, a rodovia começou a ser construída no dia 12 de janeiro de 2007, no trecho sul.  A previsão de entrega das obras em para 2018.

Posts