URGENTE - Conselho de Ética da Câmara decide pela cassação do mandato do vereador Renato Freitas - Jornal de Colombo

URGENTE – Conselho de Ética da Câmara decide pela cassação do mandato do vereador Renato Freitas

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara de Vereadores de Curitiba (CMC) decidiu pela cassação do mandato do vereador Renato Freitas (PT) nesta terça-feira (10). Freitas é alvo de cinco representações que atribuem a ele quebra de decoro parlamentar pela participação na manifestação contra o racismo no dia 5 de fevereiro deste ano.

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara de Vereadores de Curitiba (CMC) decidiu pela cassação do mandato do vereador Renato Freitas (PT) nesta terça-feira (10). Freitas é alvo de cinco representações que atribuem a ele quebra de decoro parlamentar pela participação na manifestação contra o racismo no dia 5 de fevereiro deste ano. O protesto terminou com a entrada dos manifestantes na Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, no bairro São Francisco, e teve repercussão nacional.

Foram cinco votos favoráveis a cassação, o relator do caso, Sidnei Toaldo (Patriota), Denian Couto (Pode), Indiara Barbosa (Novo), Noêmia Rocha (MDB) e Toninho da Farmácia (União Brasil).

A sub-relatora, Maria Letícia (PV), votou pelo arquivamento do caso. Já o presidente do Conselho, Dalton Borba (PDT), votou por uma suspensão de seis meses do mandado do petista.

O caso

A invasão à Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, no Largo da Ordem, em Curitiba, aconteceu no dia 5 de fevereiro, após protestos pela morte do congolês Moïse Mugenyi Kabagambe, no Rio de Janeiro.

Um vídeo mostra o parlamentar, do Partido dos Trabalhadores (PT), discursando no interior do templo religioso com um megafone.

Kainan
EDITOR
PROFILE

Posts