Tijucas do Sul, no extremo-sul da Região Metropolitana de Curitiba, é o município com mais produtores de orgânicos certificados em todo o Paraná. São 197 produtores distribuídos em 75 famílias. O Estado é o líder em todo o Brasil, com 3.737 certificações.

Em Tijucas do Sul, especificamente, a maior parte da produção é de alface americana, brócolis, couve-flor e repolho. Também há produção de cenoura, beterraba, inhame, batata salsa, gengibre, ervilha, vagem, tomate, pimentão e pimenta cambuci. E em menor escala, também há morango e uva (suco e vinho).

Para receber a certificação de produtor de orgânicos concedida por órgãos regulamentadores, é preciso seguir uma série de regras regulamentadas no Brasil pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) através da Lei 10.831/2003, atualizada em março de 2021 pela Portaria nº 52. Algumas das características desse sistema de produção são a proibição do uso de agrotóxicos e o uso responsável do solo, água e outros recursos naturais, gerando alimentos mais saudáveis para o consumo e para o ecossistema local.

Segundo um levantamento da Associação de Promoção dos Orgânicos (Organis), o setor registrou aumento de 30% nas vendas em 2020, movimentando R$ 5,8 bilhões. A estimativa é que, em 2021, o crescimento seja de 10%.