A Comec (Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba), responsável pelo sistema de transporte coletivo metropolitano, vai dar início a um período de testes de 30 dias de um novo modelo de ônibus, chamado de superônibus.

O novo veículo é uma aposta da montadora Volkswagen e visa oferecer custo-benefício, combinando o aumento de 30% na capacidade de transporte em relação à ônibus urbanos tradicionais e a redução no custo operacional, já que o modelo promete gastar menos que ônibus articulados.

Segundo a montadora, o ônibus possui a maior capacidade técnica do mercado brasileiro (115 passageiros) e seu encarroçamento pode alcançar 15 metros, 3 metros a menos que um articulado. Como comparativo, um ônibus comum possui capacidade total de 85 passageiros. Os modelos articulados levam até 140.

Para alcançar o desempenho e segurança suficientes, o veículo possui um terceiro eixo posicionado na dianteira, permitindo que o chassi alcance a capacidade de carga de 22 toneladas e, ao mesmo tempo, possibilite as mais diversas configurações, de acordo com a necessidade da operação. “É fundamental que o sistema esteja sempre buscando por inovações, principalmente que tragam economia e segurança para o usuário”, afirmou o presidente da autarquia, Gilson Santos.

Os testes vão ocorrer na linha F03 – Fazenda Direto, ligando os terminais de Fazenda Rio Grande e Pinheirinho, na capital, e vão avaliar dados como desempenho, economia de combustível, emissão de poluentes, dirigibilidade, conforto, entre outros.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.