Mesmo sem festas de rua, Carnaval deve movimentar a economia do Litoral Paranaense - Jornal de Colombo

Mesmo sem festas de rua, Carnaval deve movimentar a economia do Litoral Paranaense

Mesmo sem festas de rua, Carnaval deve movimentar a economia do Litoral Paranaense
Desde o início do verão, mais de dois milhões de turistas já visitaram o litoral paranaense.(Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)

Mesmo sem a folia nas ruas, cancelada pelas Prefeituras Municipais devido à pandemia, o Carnaval deste ano deve movimentar cerca de R$ 6,45 bilhões em receitas em todo o país. A estimativa é da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que projeta um volume financeiro 21,5% maior do que em 2021. Os dados consideram as atividades de hospedagem, alimentação fora de casa e transporte aéreo.

O economista docente do ISAE Escola de Negócios, Carlos Magno Bittencourt, afirma que o turismo depende mais do feriado em si do que dos blocos de Carnaval. “Importante salientar que o cancelamento das festas de rua é um fator de segurança sanitária, a fim de mitigar o nível de contágio pela nova variante, a Ômicron”, aponta. “Entretanto, não houve o efeito lockdown, ou seja, as fronteiras, principalmente com as cidades litorâneas, estão liberadas. Com isso, há uma tendência de boa parte da população aproveitar o feriado na praia e cidades turísticas”, explica.

No litoral paranaense, o movimento já superou as expectativas. Segundo dados da Agência de Desenvolvimento do Turismo Sustentável do Litoral do Paraná (Adetur), foram mais de 2 milhões de turistas desde o início do verão. Para o Carnaval, a tendência é que o movimento continue em alta. “O impacto tende a ser positivo, pois o feriado prolongado fará com que o fluxo de circulação de dinheiro seja ampliado, gerando riqueza para as cidades turísticas”, completa Bittencourt.

Posts