Churrasco do Pequeno Cotolengo ocorre neste domingo - Jornal de Colombo

Churrasco do Pequeno Cotolengo ocorre neste domingo

Churrasco do Pequeno Cotolengo ocorre neste domingo
Para prevenir funcionários e pacientes, tradicional churrasco do Cotolengo foi servido somente no formato de retirada no balcão(Foto: Divulgação/Cotolengo)

O tradicional evento retornou às atividades no mês de setembro do ano passado, no formato de retirada dos pedidos, lançado como uma forma de manter o evento e também proporcionar uma maior segurança para apoiadores e assistidos pela instituição.

O Complexo de Saúde Pequeno Cotolengo irá continuar com o tradicional “Churrasco do Pequeno Cotolengo” no ano de 2022. O evento aconteceu neste domingo, 6 de fevereiro, porém, em decorrência ao aumento no número de casos da Covid-19, o churrasco esteve disponível apenas na modalidade retirada no balcão.

“Sentimos que ainda não é o momento de retornarmos com o churrasco presencial, tendo em vista o aumento do número de casos da Covid em Curitiba. Nós não tivemos nenhum óbito entre nossos assistidos desde o início da pandemia, e queremos garantir que eles continuem seguros”, afirmou o diretor-presidente da Organização, Padre Renaldo Lopes.

A venda do churrasco acontece pelo aplicativo móvel “Pequeno Cotolengo”, cujo download pode ser feito via Apple Store ou Google Play. A compra é realizada virtualmente e a retirada acontece no Pequeno Cotolengo do Paraná, presencialmente, a partir das 11h. Os kits de churrasco são limitados, mas podem ser garantidos pela compra antecipada via aplicativo do Pequeno Cotolengo ou presencialmente no dia.

Os preços para a compra do churrasco são: carne – R$70, risoto – R$25 e maionese por R$20. Os itens são vendidos separadamente, sendo que o cliente pode optar por um item ou por todos. O churrasco completo custa R$ 115 e serve até três pessoas. O evento ocorre uma vez por mês, todo o primeiro domingo.

O Complexo de Saúde Pequeno Cotolengo atua no acolhimento e atendimento especializado de pessoas com deficiências múltiplas em situação de risco, abandono familiar e também asilados hospitalares. Os assistidos residem no complexo, onde recebem abrigo, alimentação, atendimentos de saúde e reabilitação, educação especial e muito carinho. Inspirada na obra de São Luis Orione, a sede localizada em Curitiba iniciou suas atividades em 1965 e atende atualmente 230 pessoas.

Posts