Secretário de Segurança de São José dos Pinhais é morto em São Paulo - Jornal de Colombo

Secretário de Segurança de São José dos Pinhais é morto em São Paulo

Secretário de Segurança de São José dos Pinhais é morto em São Paulo
(Foto: Divulgação/PMSJP)Secretário Ricardo Kusch em passagem do comando da Guarda Municipal em 2021.

Na noite de domingo (6), o secretário de Segurança Pública de São José dos Pinhais (SJP), Região Metropolitana de Curitiba, Ricardo Kusch, 44, faleceu após ter sido alvo de uma suposta tentativa de assalto na marginal Pinheiros, em São Paulo.

De acordo com informações da Guarda Municipal de São José dos Pinhais, Ricardo estava indo para São Paulo renovar seu visto, quando sofreu um assalto. Na ação dos bandidos, o secretário foi alvejado com disparos de arma de fogo e encaminhado para o hospital.

Todas as ações possíveis para salvar sua vida foram tomadas, mas o agente não resistiu aos ferimentos e veio a óbito poucas horas depois do ocorrido, no Hospital do Campo Limpo, em São Paulo. Kusch era guarda municipal e assumiu a Secretaria de Segurança Pública a convite da prefeita Nina Singer (Cidadania).

No Facebook, a Prefeitura de São José dos Pinhais declarou que Ricardo Kusch era um policial de carreira e vinha desempenhando um excelente papel frente à Secretaria Municipal de Segurança Pública. A prefeita Nina Singer também publicou uma nota sobre o ocorrido.

“Quando entramos na Prefeitura, acreditamos em seu trabalho de Guarda Municipal de carreira e o escolhemos como secretário de Segurança de São José dos Pinhais. Ele desempenhava grandemente sua função, nos trazendo inúmeras ideias e ações para fortalecer a segurança do município”, disse a prefeita. “Tenham certeza que tudo que ele fez ficará marcado na história de nossa cidade e no coração de cada um”, acrescentou.

Nas redes sociais, o secretário era bastante influente e trazia inúmeras ideias e ações para melhorar as ações de segurança na cidade. Em 2018 ele disputou a eleição para deputado estadual no Paraná e em 2020, para vereador em São José dos Pinhais, mas não foi eleito. Nas campanhas eleitorais, Ricardo se declarava conservador e pregava “tolerância zero contra o crime”.

Posts