BPTran completa 70 anos e recebe 45 novas motocicletas do Estado - Jornal de Colombo

BPTran completa 70 anos e recebe 45 novas motocicletas do Estado

BPTran completa 70 anos e recebe 45 novas motocicletas do Estado
Novas motocicletas BMW, modelo G850 GS serão utilizadas pelo BPTran para atender a população.(Foto: Divulgação/SESP-PR)

Em homenagem aos seus 70 anos, o Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran) ganhou 45 novas motocicletas para atendimento de ocorrências e a fiscalização de trânsito na região da capital paranaense. A solenidade aconteceu nesta terça-feira (15) com homenagens a autoridades civis e militares e entrega de comendas e medalhas na sede da unidade, em Curitiba.

Ao longo de sua história, O BPTran passou por várias fases e a sua primeira missão foi executar o serviço de guarda sinaleiro de trânsito. No entanto, com a evolução da frota veicular e as evoluções tecnológicas, a unidade desenvolveu a doutrina de policiamento de trânsito urbano com excelência, sendo referência para todo o Estado.

Em 2021, o BPTran passou a fazer parte do Comando de Policiamento Especializado (CPE) e agora é responsável por prestar orientações técnicas para os pelotões de trânsito da PM das unidades do interior.

Segundo o comandante do CPE, coronel Mario Henrique do Carmo, hoje o BPTran é um difusor de doutrinas e, neste ano, vai promover um nivelamento técnico com as frações de tropa de trânsito urbano das unidades da PM do interior do estado. “Quem ganha com tudo isso é a comunidade, que terá um tratamento igual, seja aqui em Curitiba ou no município mais longínquo do Paraná”, disse.

A comemoração ficou marcada pela chegada das 45 novas motocicletas BMW, modelo G850 GS, para melhor atender a população. “Com elas vamos atender tanto na fiscalização de trânsito quanto no atendimento de acidentes, principalmente para diminuir o tempo de espera do cidadão envolvido em alguma ocorrência”, disse o comandante da unidade, tenente-coronel Fernando Klemps.

O BPTran também ampliou o atendimento de acidentes de trânsito. “Hoje não atendemos apenas acidentes com vítima, mas também aqueles que não têm vítimas. Quando a população ligar para o BPTran relatando um acidente e não sabendo qual o encaminhamento correto, o nosso policial estará lá, no local, junto à sociedade curitibana”, acrescentou Klemps.

Posts