Em evento com autoridades na Câmara Municipal, o prefeito Helder Lazarotto entregou aos vereadores o Projeto de Lei que visa instituir o Plano Municipal de Desburocratização. 

Desenvolvido pela Prefeitura para transformar Colombo em um município mais atraente para novos negócios e sem burocracia para o cidadão, o projeto será votado pelos vereadores e, caso aprovado, tornará Colombo a primeira cidade do Estado a aderir ao Programa de Desburocratização e Simplificação, chamado “Descomplica Paraná”, instituído pela Lei Estadual 20.626/2021. “O compromisso é eliminar a burocracia que tanto atrapalha nosso desenvolvimento, e por isso, apresentamos hoje um plano de metas com propostas arrojadas e que vão fazer a diferença no cotidiano das pessoas em diversos setores. Com poucos cliques no celular, vamos agilizar a abertura de empresas, facilitar acesso ao atendimento médico e tantos outros serviços, que antes demoravam semanas ou meses. Tudo isso vai elevar Colombo a um novo patamar”, afirmou o prefeito.

Durante a apresentação, Lazarotto disse que o processo estará em constante evolução e terá a participação do cidadão. “Estas mudanças serão acompanhadas por um Comitê Permanente de desburocratização com caráter consultivo e deliberativo, com nomeados pelo Poder Executivo e por membros da sociedade civil para apontar problemas e apresentar soluções”, explicou.

Autoridades do meio contábil participaram da apresentação, como a delegada do Conselho Regional de Contabilidade, diretora do Instituto Paranaense da Mulher Contabilista (IPMCONT) e diretora da Associação Comercial e Industrial de Colombo (ACIC), Kelly Menegari; o representante da Federação dos Contabilistas do Paraná e da Associação dos Contabilistas de Curitiba e RMC, Gilson Luis da Silva; e a contadora e diretora do IPMCONT e da ACIC, Gisele Machioski.

No encerramento da apresentação, o secretário de Indústria, Comércio, Turismo e Trabalho, Plínio Toniolo Schmidt, revelou que, na sequência do Plano de Desburocratização, no início de 2022, também será apresentado um projeto para atrair novas empresas. “Montamos um projeto que já está bem avançado e deve fomentar a vinda de novos empreendedores. Realizamos uma pesquisa e constatamos que nosso nível de competitividade está baixo se comparado com municípios vizinhos. Por isso, vamos oferecer um pacote de vantagens para a chegada de grandes empresas, o que deve gerar mais oportunidade de emprego e renda à nossa população”, afirmou na ocasião.