O município de Colombo possui em seu calendário oficial três feriados municipais, sendo um de aniversário da cidade e outros dois de celebração religiosa cristã, entre eles o de 7 de outubro, Dia de Nossa Senhora do Rosário. A santa, homenageada no nome da Igreja Matriz, um dos principais pontos turísticos colombenses, é padroeira de Colombo.

A história de Nossa Senhora do Rosário tem início no ano de 1208, segundo a tradição cristã, com a aparição da Virgem Maria a São Domingos de Gusmão, frade dominicano pioneiro, na cidade de Toulouse, na França. A partir dali, o rosário, uma espécie de pulseira com contas arredondadas e a Sagrada Cruz em uma das pontas, passou a ser um dos principais símbolos do Cristianismo.

A data da comemoração, porém, faz referência a outro momento histórico. Em 7 de outubro de 1571, tropas cristãs da Europa Ocidental derrotaram os turcos otomanos durante a Batalha de Lepanto, onde hoje está situada a Grécia. Os soldados da Liga Santa teriam rezado o Santo Rosário antes da vitória. Após este acontecimento, o Papa São Pio V instituiu a Festa de Nossa Senhora das Vitórias. Meses depois, em maio de 1572, Pio faleceu e deu lugar ao Papa Gregório XIII, que posteriormente mudou o nome da festividade para Festa de Nossa Senhora do Rosário.

Em Colombo, o feriado municipal de Nossa Senhora do Rosário foi estabelecido oficialmente pela Lei nº 25/1952, de 25 de outubro de 1952, sancionada pelo então prefeito Vitório Manoel Franceschi. Ao menos, esta foi a legislação referente ao tema mais antiga encontrada no portal Leis Municipais. Com o passar dos anos, os feriados colombenses sofreram algumas alterações, mas a data destinada à padroeira sempre se manteve. A legislação mais recente é do ano de 2004.