A Universidade Federal do Paraná (UFPR) tem realizado o desenvolvimento de uma vacina contra a Covid-19. Os pesquisadores estimam que a vacina, que deve encerrar a fase de testes pré-clínicos até o final de 2021, poderá estar disponível para a população no ano que vem, caso seja aprovada nos testes pré-clínicos e clínicos.

A vacina usa insumos nacionais e tem tecnologia de produção 100% desenvolvida na UFPR, além de ter um custo de produção de menos de R$ 5 reais. “Esta vacina vai ser estratégica e necessária em 2022, em 2023, quem sabe até depois. É uma vacina paranaense, de baixíssimo custo, que pode dar as condições no futuro para uma soberania tecnológica, que hoje tem afligido nossa sociedade, com a espera de IFA (ingrediente farmacêutico ativo) da Índia, da China. É uma vacina com um mecanismo tecnológico e imunização que até aqui se demonstrou bastante alvissareira”, disse o reitor da UFPR, professor Ricardo Marcelo Fonseca.

Para a finalização da fase pré-clínica de testes, o Governo do Estado vai repassar R$ 995 mil para a UFPR adquirir equipamentos e custear bolsas para pesquisadores em pós-doutorado. Após o fim desta etapa, é necessária a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a realização dos testes clínicos, quando serão necessários novos parceiros e novos recursos financeiros. “Estamos investindo nesta iniciativa da UFPR para termos uma vacina paranaense. É só com investimento em ciência e tecnologia que podemos chegar a resultados. Estamos otimistas em relação a este percurso feito pela UFPR e muito esperançosos em relação ao futuro”, afirmou o superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná, Aldo Nelson Bona.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.