Que o esporte e a prática constante de atividades físicas contribuem para uma saúde plena, já não há dúvidas. Mas se antes da pandemia de Covid-19 já era necessário ter um acompanhamento médico profissional para a realização de atividades esportivas de forma segura, pós-pandemia essa necessidade ganhou ainda mais importância, pela especificidade da doença. 

Mesmo após curado da Covid-19, os pacientes infectados podem ficar com sequelas que, posteriormente, são capazes de causar graves problemas de saúde, como alerta o Dr. Jerri Luis Nicolelli Ramos, da Clínica Pró Família, “A Covid-19 é uma doença viral, de contágio por vias respiratórias, porém, é uma doença hematológica, causando comprometimento na parte hemática. Então, nós nos preocupamos com tromboses, por exemplo, que é uma das principais sequelas que estamos tendo em relação à Covid. A Covid tem causado trombose pulmonar, trombose hepática, trombose em membros inferiores. O cuidado hoje em relação a possível coágulo no pós-covid é o nosso foco hoje. Por isso a gente pede sempre para que as pessoas não façam atividades físicas após a infecção de Covid”, ressalta o médico. 

De acordo com o Dr. Jerri, é preciso ter prudência antes de voltar a praticar atividades físicas após a recuperação da doença. “Nossa orientação é que o paciente espere trinta dias, acompanhe a evolução de melhora e após esse período faça os exames que são essenciais para ter essa segurança a voltar a praticar a atividade física, e de uma forma gradual. A preocupação é justamente essa sequela que muitas vezes está ali escondida na formação de trombo, podendo causar um infarto, uma trombose pulmonar”, destaca. “Mesmo o atleta já experiente precisa ter essa preocupação. Porque o que acontece é que o atleta pensa: ‘tive a Covid, tô bem e vou voltar com tudo’. Não! Faça os exames, veja como está, para aí sim ir voltando de maneira gradual”, reforça o profissional. 

Aliás, mesmo pacientes que tenham sido infectados pela Covid-19 e tenham sido assintomáticos ou tiveram apenas sintomas considerados leves, também devem ficar atentos a possíveis sequelas. “Nós não conseguimos fazer uma graduação desses pacientes de forma homogênea, todos iguais. Você tem que levar em conta se esse paciente teve uma vida pregressa de cigarro, de bebida, se é extremamente sedentário, se tem algum fator genético envolvido. É preciso entender todo o perfil do paciente, os hábitos desse paciente. Então é possível existir algo escondido ali”, explica Jerri. 

Para aferir a condição clínica do praticante de atividade física, em especial em relação ao processo de recuperação da Covid-19, é realizada uma série de exames. “Um dos exames que a gente pede em relação à coagulação é um exame de sangue chamado D-dímero, que indica a formação de coagulação ou a predisposição dessa coagulação. Também costumo pedir os exames de sangue de rotina, como coagulograma, prova de função hepática, PCR, VHS, hemograma, além de verificar o estado nutricional desse paciente. A Covid também é uma doença que traz uma perda muscular muito grande, que consequentemente causa uma perda de nutrientes específicos para a musculatura, como o zinco, magnésio, vitamina B-12.  Por fim, costumo pedir também um exame de esforço e um ecocardiograma”, detalha. 

Parceria

A atenção aos praticantes esportivos não é algo que surgiu apenas pela questão recente da pandemia. Segundo o Dr. Jerri, a experiência pessoal sempre fez com que o médico também trabalhasse com a questão esportiva como fator de saúde. “Eu sou praticante de atividade física. Eu nado na Amaral Colombo (atual AMC) há 20 anos”, destaca Jerri, que possui uma parceria com os empresários e proprietário da AMC, Marcelo Carneiro e Pepita Fernandéz Carneiro. “É uma parceria não apenas profissional, mas de irmandade. Considero o Marcelo e a Pepita meus irmãos de vida, são meus amigos particulares e meus técnicos”, exalta. 

Jerri explica que diversos atletas da AMC passam pela Pró Família para a realização de avaliações. “O trabalho com os atletas aqui na clínica é diferenciado, em que acompanhamos a nutrição dos atletas, fazemos a dosagem dos exames de uma maneira periódica, fazemos assessoria na questão de suplementação. E mesmo aqueles que querem iniciar uma vida de prática esportiva, fazemos os exames e a partir disso, encaminhamos para as atividades, para que possamos conduzir de maneira harmônica a atividade física e o cuidado na medicina”, conta.

Serviço

A Clínica Pró Família fica localizada na Rua Odonis Bighi, nº 53, no bairro Jardim Osasco. O espaço pode ser contatado através do telefone 41 3037-5008.

1 comentário em “Infectados com a Covid-19 devem ter cuidados antes de retomar prática esportiva

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.