A Secretaria de Estado da Saúde (SESA) recebeu da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) o resultado do sequenciamento genômico de mais 23 amostras do coronavírus. As análises são realizadas com o objetivo de monitorar, reconhecer e definir os grupos genéticos virais que estão circulando nas regiões. Das 23, 19 tiveram resultado genômico para a variante P.1 (brasileira).

Até o momento, foram 322 amostras sequenciadas. Para as variantes de atenção, 99 apresentaram resultado para P.1 (brasileira), considerada dominante no Estado, e cinco foram da B.1.1.7 (Reino Unido). Também foram dois casos confirmados de reinfecção, um já divulgado das linhagens B.1.1.28 e P.2, e um novo que teve uma amostra identificada com a linhagem B.1.1.28 e a segunda amostra da variante P.1. “A análise nacional é acompanhada pelas equipes do Laboratório Central do Estado e da Vigilância Epidemiológica da Sesa, e repassadas para as 22 Regionais de Saúde, que também fazem investigações em suas áreas de abrangência”, explicou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

O estudo divulgado no final de março apontava 46,2% de amostras da linhagem P.1 em 80 coletadas. A primeira análise dessa série, do começo do mês passado, apontava 70,4% de amostras com grande carga viral relacionadas à variante P.1. “O sequenciamento é fundamental para conhecermos a circulação do vírus, mas para a população fica a recomendação essencial da continuidade das medidas de prevenção, como a utilização de máscara de proteção, a higienização frequente das mãos, com água e sabão ou álcool gel 70%, e evitar aglomerações”, acrescentou.

Covid e Dengue

A SESA também confirmou o primeiro caso de co-detecção, ou seja, de um paciente com Covid-19 e Dengue ao mesmo tempo. A confirmação ocorreu por meio de exames de biologia molecular realizados pelo Laboratório Central do Paraná (Lacen-PR) e Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP). Os exames confirmaram a co-detecção pelos vírus Sars-CoV-2 (Covid-19) e Denv-2 (dengue sorotipo 2).

O paciente em questão é do sexo masculino, possui 31 anos, e é residente no município de Ortigueira, área da 21ª Regional de Saúde, de Telêmaco Borba. O paciente foi internado para o tratamento da Covid-19, mas concomitantemente foi realizada coleta de amostra para exame da dengue, que também positivou, porém sem sintomas de agravamento, para a segunda doença. O homem já teve alta hospitalar e está bem.

O secretário Beto Preto reforçou o alerta para a prevenção de ambas as doenças. “Diante dessa confirmação, reforçamos mais uma vez a necessidade de intensificar os cuidados de prevenção da Covid-19 evitando aglomeração, usando de máscara e higienizando as mãos com água e sabão ou usando de álcool gel 70%, e também os cuidados de prevenção da dengue, com a eliminação pontos que possam acumular água parada nos domicílios”, afirmou.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.