Requião filia-se ao PT e lança pré-candidatura ao Governo do Paraná - Jornal de Colombo

Requião filia-se ao PT e lança pré-candidatura ao Governo do Paraná

Requião filia-se ao PT e lança pré-candidatura  ao Governo do Paraná
Com presença de Lula, Requião se filia ao PT em evento na sexta-feira.(Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)

Evento de filiação de Requião ao PT contará com a presença do ex-presidente Lula e oficialização da candidatura do ex-governador

O ex-governador do Paraná, Roberto Requião, anunciou no último domingo que irá concorrer ao Governo do Estado novamente. De acordo com o político, no dia 18 de março ele irá lançar sua pré-candidatura em um evento em Curitiba que contará com a presença do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT), oportunidade que também vai oficializar a sua filiação ao Partido dos Trabalhadores.

Nas redes sociais, Requião mencionou que a mudança de partido refere se refere ao plano de gestão do PT para o pleito de 2022. Ele afirmou que “o governo Lula tem um programa bem definido, um programa factível, sem paralogismos e extremismos”.

“Nós chegamos ao limite que uma pessoa sã pode tomar. Analisando a conjuntura política, o caminho é essa frente organizada pelo PT. Estou entrando no Partido dos Trabalhadores, e tenho fé e acredito no programa do Lula, sem extremismos e que vai ter sucesso na campanha presidencial”, completou o pré-candidato. “Aqui no Paraná, levo à frente a minha pré-candidatura ao governo do estado, para pôr ordem na casa e por fim nos erros. Me filio ao PT no dia 18 de março”, declarou o candidato em um vídeo publicado em seu próprio Twitter.

O ex-governador também fez duras críticas ao governo atual, alegando que a situação econômica do Brasil chegou ao “limite que uma pessoa sã pode tolerar”. “Eu acredito firmemente que o Lula, com um programa bem definido e factível, terá sucesso na campanha presidencial”, afirmou o político com histórico de 40 anos.

Aos 81 anos, Roberto Requião já foi deputado estadual, prefeito de Curitiba, governador do Paraná por três mandatos e senador por dois. Ao se candidatar ao governo novamente, terá que disputar um pleito que promete ser apertado e contra um candidato forte: o atual governador Ratinho Jr. (PSD), que tentará a reeleição no mês de outubro.

Posts