Paraná recebe escola de economia criativa gratuita - Jornal de Colombo

Paraná recebe escola de economia criativa gratuita

Paraná recebe escola de economia criativa gratuita
Serão ofertados cursos de curta duração no campo da economia criativa para jovens com mais de 18 anos que estão em situação de vulnerabilidade social e econômica.(Foto: Geraldo Bubniak/AEN)

O Governo do Paraná, por meio da Secretaria de Justiça, Família e Trabalho e da Secretaria da Educação e do Esporte, aderiu na terça-feira (15) ao programa co.liga digital, da escola co.liga, idealizada pela Fundação Roberto Marinho e a Organização dos Estados Íberoamericanos (OEI).

O objetivo da parceria é ofertar cursos de curta duração no campo da economia criativa para jovens com mais de 18 anos que estão em situação de vulnerabilidade social e econômica e capacitá-los para o mercado de trabalho.

O coordenador nacional do co.liga digital, João Alegria, que também é secretário-geral da Fundação Roberto Marinho, explicou o projeto político-pedagógico da iniciativa. “O conteúdo que produzimos para orientar os jovens tem sempre a preocupação da diversidade e da inclusão. Também estamos focando nas profissões do futuro”, explicou.

Para que o programa alcance os jovens em situação de vulnerabilidade social e econômica do Paraná, serão utilizados os 26 Centros de Juventude, os 24 escritórios regionais da Sejuf, a rede de 2 mil escolas estaduais e o Conselho Estadual da Juventude para divulgação. As inscrições são gratuitas, já estão abertas e podem ser feitas por jovens com mais de 18 anos através do site https://coliga.digital.

O co.liga digital oferece 36 cursos gratuitos, autoinstrucionais e de curta duração segmentados em cinco áreas da economia criativa: Patrimônio, Música, Multimídia, Design e Artes Visuais. Esses conteúdos dialogam com temas transversais, como empreendedorismo, línguas, cidadania e elaboração de projetos culturais.

A co.liga é uma escola livre, que busca promover a inclusão, no campo da Economia Criativa, das juventudes brasileiras em situação de vulnerabilidade econômica e social. A instituição também publica editais que facilitam o acesso de jovens a financiamentos.

Posts