Durante este mês de setembro, o Governo do Estado confirmou investimentos que ultrapassam os R$ 50 milhões, destinado a obras, projetos e ações em seis municípios da Região Metropolitana de Curitiba: São José dos Pinhais, Piraquara, Campina Grande do Sul, Almirante Tamandaré, Mandirituba e Piên. No total, são mais de 650 mil pessoas impactadas diretamente por diferentes iniciativas, que vão da pavimentação até a construção de terminais de ônibus.

O governador Ratinho Junior destacou a necessidade de investimento contínuo nas cidades que cercam a Capital. “É nosso dever, como Estado, pensar em um planejamento único para a Grande Curitiba. A região tem quase 4 milhões de habitantes, que moram em uma cidade, mas trabalham em outra e precisam usar serviços de um terceiro município. O planejamento do governo busca equiparar o desenvolvimento e melhorar a qualidade de vida das pessoas de uma maneira uniforme”, afirmou. “A tecnologia nos permite isso e ajuda a avançar, por isso a integração da região é um caminho sem volta”, decretou.

No caso de São José dos Pinhais, as ações já foram até concluídas. Na primeira quinzena do mês foram entregues a nova ponte sobre o Rio Iguaçu, na divisa com Curitiba, e a trincheira da Rua Arapongas, ambas obras que deveriam ter sido entregues antes da Copa do Mundo de 2014, no Brasil, e que ficaram paralisadas até 2016. “Essas obras vão desafogar o trânsito na Avenida das Torres, principalmente nos horários de pico, que têm grande demanda de fluxo”, disse o presidente da Coordenação da Região Metropolitana (Comec), Gilson Santos.

A cidade de Piên, por sua vez, vai receber o maior investimento do Governo do Estado da sua história. Haverá um repasse de R$ 14 milhões ao município, com recursos da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas, para obras de pavimentação de vias urbanas e rurais; a compra de um terreno para a instalação de indústrias; aquisição de máquinas e equipamentos rodoviários; e para a elaboração do Cadastro Técnico Multifinalitário – o inventário territorial oficial do município.

Piraquara também terá um investimento de R$ 14 milhões, para a construção de um novo terminal de ônibus. O valor, porém, pode ser reduzido conforme a concorrência dentro do processo de licitação, que já foi iniciado. O município também vai receber investimentos na Saúde, com reformas e reparo no Hospital de Dermatologia Sanitária do Paraná, no valor de R$ 771,5 mil, e outros R$ 200 mil serão destinados para a contratação de novos profissionais.

Em Almirante Tamandaré, o Governo do Estado, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), publicou o edital para contratar a elaboração de projeto e execução da obra de duplicação de um novo trecho da Rodovia dos Minérios (PR-092), desta vez no perímetro urbano de Almirante Tamandaré. O orçamento, pelo caráter da licitação, ainda é sigiloso.

Em Mandirituba, Ratinho Junior participou na semana passada da entrega de títulos de propriedade para 82 famílias de Mandirituba. O pacote de ações confirmado pelo governador incluiu, também, a liberação de R$ 16,27 milhões para a pavimentação de 64 vias urbanas e a aquisição de máquinas, além da autorização de licitação para pavimentação das ruas Geraldo Claudino e Wilson Selusniak, no valor de R$ 1,35 milhão. No total, o investimento estadual no município é de R$ 17,67 milhões.

Por fim, Campina Grande do Sul foi beneficiada com uma integração de transporte coletivo com Curitiba, ligando o bairro Jardim Paulista ao tubo Fagundes Varela, na Linha Verde. A novidade é resultado de um novo convênio entre a Prefeitura de Curitiba e a Comec.