Aconteceu entre os dias 23 e 25, na cidade de Montevidéu, capital do Uruguai, a Liga das Américas de Futebol 7, torneio de futebol society continental. Pelo segundo ano consecutivo, a decisão foi disputada pelas equipes do Coritiba e do Corinthians. Após um empate em 2 a 2 no tempo normal, o título foi decidido nos shoot-outs, uma espécie de pênalti com a bola rolando, em que o batedor encara o goleiro em um duelo à parte. Nessa disputa, a equipe paranaense levou a melhor e se tornou no primeiro bicampeão da competição, que está em sua quinta edição. No comando técnico, e também no elenco do Coritiba, quatro colombenses fizeram parte da conquista: o treinador Lucas Roxadelli, o goleiro Andy – que também faz parte da equipe de futsal do município, os alas Luis Fernando e Cristiano Tedeski e o pivô Quintino.

Além do troféu de campeão da América, a conquista também dá ao Coritiba o direito de disputar o Mundial de Clubes da modalidade, que será disputado em 2019 em Roma, na Itália. “A Liga das Américas é equivalente à Libertadores da América do futebol de campo. É um campeonato de extrema importância no cenário mundial da modalidade, uma competição de altíssimo nível, de dificuldade extrema. Nos portamos bem em todas as adversidades e conquistamos o título”, avalia o técnico Lucas Roxadelli.

O treinador também foi eleito o melhor da competição. “Vejo isso com muita felicidade, pois tinha muita gente boa lá. Técnicos consagrados em nível mundial e traduzo isso como retorno de todo o investimento que faço em mim, através de estudos, análises e entendimento da modalidade. E claro, não esquecendo dos meus atletas que foram irretocáveis. Sem eles não teria como ter ganho essa premiação individual”, afirmou o comandante. Além disso, o ala Vassoura, considerado o melhor jogador do mundo no esporte, foi escolhido como o craque desta edição da Liga das Américas.

Na campanha vitoriosa, o Coritiba venceu na primeira fase equipes de Argentina, Chile e Uruguai, e nas fases eliminatórias enfrentou três equipes brasileiras. Nas quartas-de-final, contra o Ouro Verde de Porto Alegre, o alviverde paranaense passou nos shoot-outs. Na semifinal, o Coxa deixou a Chapecoense para trás ao vencer por 3 a 1, antes de enfrentar e vencer o Corinthians na grande final.

Como qualquer grande equipe, o Coritiba rapidamente deixa as comemorações de lado e já foca nos próximos objetivos. “Nesse próximo final de semana já se inicia a Copa Sul, que acontece em Colombo. Em setembro se inicia a Copa Governador, que é a competição estadual. Jogaremos ainda em 2019 a Copa Sul-Americana no Chile e o Mundial de Clubes na Itália que é o principal objetivo do ano”, destacou Roxadelli.