Revitalização das canchas de areia auxilia na recuperação dos espaços públicos de Colombo - Jornal de Colombo

Revitalização das canchas de areia auxilia na recuperação dos espaços públicos de Colombo

Revitalização das canchas de areia auxilia na recuperação dos espaços públicos de Colombo
Revitalização da cancha da Praça Alessandra Marchi, na Vila Zumbi dos PalmaresFoto: Guilherme Boller

Trabalho é desenvolvido por profissionais da Semec e tem o apoio de pessoas que cumprem penas alternativas de trabalho

Conforme o processo de imunização avança, as pessoas vão aos poucos retomando velhos hábitos relacionados ao esporte e lazer. Para isto, a comunidade tem à sua disposição diversos espaços para o desenvolvimento de atividades que estimulem a prática esportiva, como parques e praças.

Contudo, algumas dessas áreas carecem de atenção especial da administração pública, que tem voltado as suas ações para projetos de reformas, reparos e revitalizações destes espaços.

Em Colombo, a Secretaria Municipal de Esportes, Cultura, Lazer e Juventude (Semec) tem desenvolvido um trabalho de revitalização das canchas de areia nos espaços públicos do município. O projeto é executado pelos coordenadores de eventos da Semec, Alexandre de Souza, mais conhecido como “Taxinha”, e Antônio Paulo Bueno, o “Toninho”.

De acordo com os coordenadores, o projeto de revitalização, iniciado no final do ano passado, fez um levantamento quantitativo das canchas de areia da cidade, avaliando quais precisavam ser recuperadas para atender à população. Foram levadas em conta questões como quais destes locais possuíam uma maior movimentação, buscando estabelecer um cronograma que atendesse todas as regiões do município.

Até o momento, quatro canchas já passaram pelo processo de revitalização e alguns outros espaços já contam com areia no local para também serem atendidos. Porém, o trabalho ainda é longo e já existem outras 28 canchas no cronograma de atividades da Semec, com este número podendo chegar a cerca de 40 futuramente.

Além disso, as equipes têm enfrentado recentes problemas operacionais, já que, devido ao crescente número de casos da Covid-19 na cidade, diversos colaboradores foram afastados para tratamento da saúde, reduzindo a celeridade do projeto.

Taxinha explica que o trabalho vinha sendo desenvolvido em parceria com a Secretaria Municipal de Obras e Viação, mas que atualmente eles não estão tendo o suporte das máquinas. “O trabalho está avançando, mas devido aos casos de Covid, nós não temos a ajuda do maquinário neste momento. Por enquanto, estamos fazendo o trabalho de maneira manual, utilizando pás e carrinho de mão, levando entre 4 e 5 dias para finalizar uma cancha, prazo que, com as máquinas, era concluído em meio dia de trabalho. Mas nós sabemos que isso é temporário, que logo o tempo de recuperação vai se concluir e a gente vai poder voltar a trabalhar com mais agilidade”, esclareceu o coordenador.

Além do apoio da equipe municipal de obras, o projeto conta também com uma parceria com o CEU das Artes, onde pessoas que cumprem penas alternativas completam as horas obrigatórias de trabalho com as equipes da Semec no projeto de revitalização dos espaços de lazer.

Um dos colaboradores que trabalha neste regime destaca que as atividades têm sido positivas, ressaltando a qualidade da equipe de trabalho e a importância que o projeto tem para a comunidade local.

Trabalho é desenvolvido por profissionais da Semec e tem o apoio de pessoas que cumprem penas alternativas de trabalho

Para Eduardo Faria, morador do Jardim Campo Alto, o trabalho de revitalização é de extrema relevância, pois não só proporciona condições mais adequadas para a prática esportiva, mas também auxilia na recuperação dos espaços públicos. Eduardo destaca que alguns espaços eram utilizados para consumo de drogas e outras atividades perigosas, mas que com as revitalizações feitas a comunidade local voltou a ocupar estes espaços.

“A nossa área estava abandonada há cerca de quatro anos já, sendo utilizada por dependentes químicos, o que afastava os moradores da região. Com a reforma da cancha, nós pudemos ver não só as crianças voltarem a se divertir no local, mas também os adultos, que vão em busca de qualidade de vida e saúde”, destacou o morador.

Essa percepção dos moradores é justamente a maior recompensa que os coordenadores do projeto têm ao concluírem cada uma das canchas. “É um trabalho árduo, a gente fica debaixo de sol, chuva, mas nós não paramos. Mesmo com o cansaço e com todas as adversidades, é muito gratificante passar por uma cancha que estava abandonada e perceber a alegria das crianças brincando naquele local. Então eu só posso agradecer ao Prefeito Hélder Lazarotto, ao vice, Professor Alcione, e ao Nilton, da Secretaria de Obras, pois sem o suporte de cada um deles isso não estaria acontecendo. A ajuda deles tem sido fundamental”, ressalta Taxinha.

Com o apoio e a recepção positiva da comunidade, os coordenadores destacam que o projeto não só terá continuidade em novos espaços, como também passará a desenvolver novas ações, como o lançamento de eventos e competições de areia nos locais revitalizados.

Posts