Na ultima quinta-feira, 1º de abril, faleceu o escritor, poeta, ator, diretor e dramaturgo Olinto Simões, aos 74 anos.

Nascido no Rio de Janeiro, Olinto Simões se tornou em um dos símbolos do Carnaval de Curitiba, fazendo parte do Corpo de Jurados e da organização do desfiles das escolas de samba da Capital por mais de duas décadas.

Em 2017, recebeu o título de Cidadão Honorário de Curitiba, em solenidade na Câmara Municipal. “Nós nascemos onde nossa mãe está, naquele momento. Nasci carioca. Mas aos 25 anos escolhi uma cidade para morar e crescer. Essa cidade foi Curitiba. E hoje, muitos anos depois, recebo minha verdadeira certidão de nascimento. Sou agora Cidadão de Curitiba”, disse na ocasião.

3 comentários sobre “Símbolo do Carnaval de Curitiba, escritor e ator Olinto Simões morre aos 74 anos

  1. Gratidão nobre Mestre. Mojubá!

    Tivemos a honra de ter o prefácio do livro “Afrocuritibanos: crônicas, manifestos e pensamentos azeviche” escrito pelo mestre Olinto. Compartilhamos o trecho abaixo para mostrar a grandiosidade da tristeza que é a perda deste ser humano maravilhoso para todos e todas que conheceram e amaram Olinto Simões…

    (…)

    “Fica deste prefaciador meu ‘Oriki’. Minha louvação em respeito do muito que devo, desde ‘Olorum’ até mais simples das ‘Criaturas Divinas’.

    Meu respeito e preito de agradecimento, a todas as consciências, etéreas ou materiais, dos planos mais elevados a aqueles mais simples em evolução.

    Meu ‘Motumbá’ a cada raiz, ramo, folha, flor e fruto, pois, neles vejo a evolução permanente e ciclo perfeito da vida respirada. Meu ‘Motumbá’ a cada grão de areia, pedra, rocha, montanha, porque neles vejo a perenidade da matéria carbono.

    Meu ‘Motumbá’ a cada gota de orvalho formada pela umidade cósmica. Meu ‘Motumbá’ a cada raio de luz que com certeza brilhará ao amanhecer, sabendo eu que de todos e recebo, o ‘Motumbá Axé’.

    Preciso disso, mas acima de tudo, precisamos todos, termos a ‘Consciência Sem Cor’, uma ‘Consciência Isonômica’, porque a ‘Aura Humana’ é ‘Luz’…, e ‘Luz’ só se percebe no escuro, nos momentos de aprendizado da vida, e é para isso que estamos, nesse…,

    “Aqui e agora

    Ficam os aprendizados

    Ensinamentos… Memórias…”,

    Porque…,

    …, “Antes do sol nascer vamos todos embora…”

    Olinto Simões

    Curitiba, 13/07/2015

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.