Na última terça-feira, 13 de julho, foi celebrado mais um Dia Mundial do Rock. Para deixar a data ainda mais animada, a banda colombense Jam lançou o single ‘Te falei’ para ser ouvido no YouTube e nos principais players de música, como o Spotify e o Deezer. A banda é formada pelo vocal e guitarrista Lucas Godoy e pelo baterista Leandro “Preto” Virmond, que concederam entrevista à reportagem do Jornal de Colombo, além do baixista Luís, que não pôde estar presente na ocasião. 

A nova música é composição de Lucas, e estava engavetada há muito tempo. “Eu já tinha essa música. Tinha uns 22, 23 anos, escrevi ela, mas não tinha rolado uma parada que seria legal gravar ela. E quando começamos a tocar junto, pensei ‘pô, agora vai ser assim’. Começamos a tocar, criamos os arranjos tocando, deixando o sentimento rolar”, conta Lucas. “Quando a gente decidiu gravar, aí veio a produção, mas a gente já tocava ela”, completa Lucas. “A gente sempre teve essa ‘pira’ da conectividade musical entre nós. Temos uma conexão que muita gente se espanta com o nosso entrosamento. É só a música mesmo que proporciona essa conexão”, acrescenta Preto. 

A nova música pode ser acessada através do link ffm.bio/bandajam. Para conhecer mais sobre a produção musical, siga a Banda Jam no Instagram (@bandajamoficial) e no Facebook (facebook.com/bandajamoficial).

Conversa de bar termina em rock

Moradores de Colombo, Lucas, de 30 anos, e Preto, de 33, se conheceram através da música no ano de 2017. Ambos já tocavam na noite colombense e curitibana, mas cada um em um projeto diferente. “Nos conhecemos através de amigos em comum. Eu já tinha visto o Lucas tocando em alguns lugares; ele já havia ido no show de uma antiga banda minha. A gente se cruzava, se cumprimentava, mas nunca  trocamos ideia até então”, comenta Preto. “Eu toquei em outros projetos como músico e fazia barzinho, voz e violão, e coincidiu de um dia eu estar tocando em um bar e o Preto estar com amigos lá tomando um gole e a gente teve um primeiro contato”, acrescenta Lucas.

O papo descontraído rapidamente tomou um rumo profissional. “Foi nesse mesmo dia [que surgiu a ideia de formar uma banda]. O Lucas estava querendo sair de um projeto, eu também tinha acabado de encerrar um projeto. Na madrugada mesmo, começamos a tocar violão juntos, surgiu a ideia e dali já saiu a banda”, resume Preto. O guitarrista Lucas deixou o projeto do qual participava para levar adiante a ideia de uma nova banda. “Eu estava tocando com uma dupla sertaneja, eu era guitarrista do Heitor e Vinícius. Tava legal, mas eu queria fazer o que eu mais gosto, a vertente que eu mais gosto”. No dia seguinte, Lucas agradeceu a parceria com os sertanejos e consolidou a formação do grupo. “Foi de um dia para o outro”, completa. 

Referências

Perguntados sobre qual rótulo musical a banda se encaixa, Lucas e Preto definiram o rock alternativo como gênero. A escolha se dá pela versatilidade musical dos integrantes, que sempre curtiram vários gêneros dentro do próprio rock’n roll e possuem um apreço pela inovação. Enquanto Lucas tem preferência mais por bandas nacionais (CPM22, Charlie Brown Jr, Detonautas e outras banda hardcore dos anos 90-2000), Preto tem maior influência gringa (Blink 182, GreenDay e The Offspring).