Tem início no próximo dia 20 de novembro, Dia da Consciência Negra, o FLAP, Festival Literário Afro-Paranaense, evento online promovido pelo Centro Cultural Humaita em parceria com o Coletivo Negritude da Universidade Federal do Paraná (UFPR), que tem como intuito divulgar e discutir a produção literária de poetas, autores, cronistas, rappers, contadores de história, palestrantes, entre outros.

De acordo com os organizadores, nesta segunda edição da FLAP, será promovido um rico diálogo entre mestres da academia e da periferia, buscando olhar para a realidade afro-paranaense de um ponto de vista afro-centrado. “Hoje não é mais possível falar de cultura negra, sem falar do racismo científico disfarçado e escamoteado em cultura, e dessa eugenia centenária, tão marcante e presente em nosso Estado, que sempre tentou e continua tentando nos invisibilizar”, destaca Adegmar Candiero, presidente do Centro Cultural Humaita e membro da REMA – Rede de Matriz Africana.

Agenda

O evento se inicia no dia 20 de novembro, a partir das 10h, com diversas apresentações literárias. Às 20h, acontece o lançamento do e-book “Tempo é rei em Curitiba”, de Mel e Candiero, um projeto realizado com recursos do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura, da Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba. O livro é uma produção da Editora Humaita, especializada em Literatura Negra e Oralidades Afro-paranaenses, e foi escrito em parceria com o coletivo Amigos da Roda de Rua da Praça Tiradentes. A publicação traz histórias curitibanas na voz de um mestre griô conectado à ancestralidade afro-curitibana, que compartilha memórias na Roda de Capoeira. 

No dia 21, às 16h, é vez de Marcel Malê lançar o livro “[escrevedor de histórias] Edição Quilombolas”, que compõe o projeto de mesmo nome, onde foram realizadas performances/encontros em 2019 nas comunidades paranaenses Feixo, Rio do Meio, Adelaide Maria Trindade Batista, Batuva, João Surá e Água Morna. O lançamento contará com a presença de integrantes das comunidades participantes. Na sequência, às 18h, Malê apresenta o projeto “Pílulas de Inclusão”, composto por oito vídeos, com participação de Ive Machado, Isabela Picheth, Fabíola Moraes, Gabriela Grigolom, Marcel Malê, Raíssa Negroni, Ué Prazeres, Vicente dos Santos, no canal Marcel Malê. 

No dia 22, às 19h, está prevista uma palestra com Cleber Fabiano, da FATUM, entidade voltada à formação literária, sobre “Critérios para seleção de livros infantis com temática afro-brasileira”. No dia seguinte, 23, também às 19h, acontece o Sarau das Gurias – Especial FLAP, com a poeta Gabriela, SoulDani, A+ e Camaleoa. No dia 24, as 10h20, a programação conta com o Sarau e lançamento do livro “Sementes do amanhã no Emília de hoje”, do Colégio Estadual Emilia Buzato, de Campo Magro, sob direção do Professor Celio Jamaica.

No dia 25, nova palestra, desta vez com o Professor Doutor londrinense Dejair Dionísio, ministrando a apresentação “Escritas pretas no Sul do Brasil: um devir”, a partir das 19h. No dia 26, também a partir das 16h, Gláucia Pereira apresenta sua pesquisa “Territorialidades negras em Curitiba/PR: ressignificando uma cidade que não quer ser negra”.

O evento continua no dia 27, às 16h, com a leitura do livro “Cada um com seu jeito, cada jeito é de um”, da professora doutora Lucimar Rosa Dias. A leitura será promovida pela contadora de histórias, bonequeira e professora Samara da Rosa Costa. Em seguida, às 18h, acontece uma aula com o Professor Doutor Ademir Barros dos Santos, da UFSCar (Universidade Federal de São Carlos), autor do livro “África, nossa história, nossa gente”.

O encerramento do evento acontece no dia 28, às 16h, com o lançamento de mais um livro da Editora Humaita. A Doutora Edicélia Maria dos Santos de Souza apresenta o seu estudo “Educação escolar Quilombola: 10 estudos pioneiros no Paraná”, com a participação do Movimento de Mulheres Quilombolas, falando sobre o protocolo de Consulta às Comunidades Quilombolas do Paraná. 

Está prevista ainda a apresentação da doutoranda e mestre em Educação, Sara Brown, tratando de “Literatura infantil e encantamento: afeto e representatividade na literatura para a infância”.

A programação completa e mais informações podem ser conferidas no site https://centroculturalhumaita.org/agenda.