O Balé Teatro Guaíra lançou na última segunda-feira, 28, o vídeo Íris, uma ação para celebrar o Dia Internacional do Orgulho LGBT, comemorado nesta data para lembrar a luta por direitos civis dessa população. Íris é uma produção dos bailarinos do BTG e tem dois objetivos: homenagear aqueles que lutam pela diversidade e pelo respeito e lembrar as vítimas da intolerância. “O vídeo é um retrato da diversidade na cultura e nos propõe um diálogo sobre representatividade e inclusão. Acredito na força da arte para transformar a sociedade e fazer com que todos sejam respeitados”, destacou Monica Rischbieter, diretora do Teatro Guaíra.

As cores do arco-íris, que representam o movimento, foram usadas para representar situações, de acordo com os idealizadores do vídeo, Murilo Machado e Leonardo Lino. O vermelho, por exemplo, foi usado por uma bailarina para lembrar os crimes de ódio que fazem o Brasil ocupar as primeiras posições no ranking dos países que mais matam transgêneros e transexuais, enquanto as cores amarela e verde, representaram a autoestima e o brilho próprio. “Percebemos que, muitas vezes, ficamos com autoestima abalada em função do preconceito constante, então quisemos ressaltar a beleza interna de cada pessoa. O vídeo reflete a diversidade que há na sociedade e mostra que a inclusão de todos é possível”, afirmam.

Data

O Dia do Orgulho LGBTQIAP+ é celebrado em 28 de junho, data da chamada Rebelião de Stonewall. Em 1969, integrantes da comunidade LGBT organizaram protestos na cidade de Nova Iorque contra a violência policial, marco do início da luta por direitos civis para essa população. Desde então, o mês de junho é dedicado a celebrar a diversidade e lembrar a luta contra o preconceito.