Os policiais são profissionais essenciais para o funcionamento da sociedade, são eles quem garantem a ordem e o cumprimento das leis nos entes federativos brasileiros.

No âmbito estadual temos a Polícia Civil que atua na investigação e a Polícia Militar que realiza o patrulhamento ostensivo, evitando assim que o caos se instale nas cidades em que vivemos. Na esfera municipal temos como força da segurança pública a Guarda Municipal, que deverá ser criada por lei de iniciativa do Poder de Executivo e aprovada pela câmara dos vereadores da cidade, onde a instituição será um instrumento da segurança pública municipal.

Para ingressar em uma dessas instituições, exigira-se determinados pré-requisitos, como, por exemplo, nível superior em qualquer área se o candidato desejar o cargo de investigador ou escrivão da Polícia Civil. Ou nível médio, caso dispute uma vaga para soldado da Polícia Militar ou agente da Guarda Municipal. Claro, será aplicada uma prova de conhecimentos gerais e específicos, onde, a cada ano que passa, mais concorrido e difícil fica estar entre as vagas disponíveis.

Um exemplo dessa ampla concorrência é o último concurso da Polícia Civil, que teve mais de 100 mil inscritos para 400 vagas de delegados, investigadores e papiloscopistas.

Apesar das dificuldades, é consenso entre os já aprovados que se estudar, passa. Basta dedicação, afinco e hábitos rotineiros voltados aos estudos e , por que não, ao lazer, que o sonho de entrar para as forças policiais será alcançado.

E uma vez lá dentro, prepare-se: é uma profissão que causa orgulho, porém espinhosa, pois o salário está aquém do que realmente merece um policial, sem contar o stress do dia a dia que leva muitos policiais ao extremo de suas capacidades físicas e psicológicas. Portanto, não é um simples emprego, e sim um estilo de vida, uma vocação, que pode mudar a sua
vida a partir do momento em que você é empossado no cargo.