Greca reabre Teatro do Paiol com novas obras de acessibilidade

Na noite da útlima sexta-feira (26), o prefeito Rafael Greca reabriu o Teatro do Paiol com a entrega das obras de acessibilidade e de segurança técnica exigidas pelo corpo de bombeiros. O local entra agora na programação da 35ª Oficina de Música de Curitiba como palco para vários shows e concertos.
“Esse prédio é simbólico e não poderia ficar mudo. Eu o encontrei apagado, sujo, abandonado e ainda vetado pelo Ministério Público, de uso, porque não obedecia a norma técnica de acessibilidade”, afirmou o prefeito Rafael Greca.  O espetáculo que marcou a reabertura foi comandado por João Bosco com os curitibanos do Mano Trio.

 O show marcou a entrega das obras de adequação dos espaços do Teatro do Paiol. As melhorias oferecerem acessibilidade para pessoas com deficiência. Um camarim e um banheiro, ambos em conformidade com a legislação NBR 9050/2015, que dispõe sobre acessibilidade nas edificações foram construídos. 
A partir dessa obras, o Teatro do Paiol torna-se mais acessível para pessoas com deficiência, inclusive para atores. Na plateia foram disponibilizados quatro lugares para cadeirantes. O investimento nas adequações foi de R$ 70 mil, recurso captado por meio da Lei Rouanet com verba da Sanepar.

Além da acessibilidade, foram feitas também obras de melhoria da iluminação interna e externa do teatro, instalação de câmeras de monitoramento, revisão no sistema de ar-condicionado, pintura das paredes internas e as cadeiras quebradas foram substituídas. O guarda-corpo do mezanino foi trocado por novo, em ferro, em determinação às normas de segurança exigidas pelo Corpo de Bombeiros. 

Inaugurado oficialmente no dia 29 de março de 1972, o antigo paiol de pólvora transformado em teatro é um símbolo cultural e histórico de Curitiba. Sua criação foi o marco das reformas urbanísticas e culturais implementadas na cidade, a partir da década de 70.

Foto – Lucilla Guimarês/FCC

error: Content is protected !!