Ações educativas do SETRAN orientam motoristas da Capital

A Superintendência de Trânsito de Curitiba (Setran) deu início a uma série de ações educativas que vai percorrer diversos bairros da cidade, até o final do mês. A intenção é reforçar a conscientização aos motoristas quanto ao respeito à velocidade máxima indicada nas ruas.

“Estamos fazendo essas ações preventivas em variados pontos da cidade, a partir de um levantamento interno cruzando fatores diversos, como acidentes graves ocorridos e o desrespeito ao limite de velocidade máxima, regulamentada nas vias com placas (sinalização vertical) e no pavimento (sinalização horizontal)”, explica a superintendente de Trânsito de Curitiba, Rosangela Battistella.

Além disso, para definição dos pontos nos quais as blitze estão ocorrendo, foram levadas em conta manifestações recebidas pelo serviço 156, de atendimento ao cidadão, solicitando instalação de redutor ou medidor de velocidade nas proximidades.

Ao menos 800 abordagens para orientação estão sendo realizadas, diariamente, por monitores da Escola Pública de Trânsito (EPTran) e por agentes de trânsito. “Esse número já chegou a 1,4 mil em um único dia”, aponta o diretor da EPTran, Ricardo Klinger.

As blitze educativas já passaram pelos bairros Bacacheri, Boa Vista e Tarumã. Nesta sexta-feira (8/12), as atividades estão sendo desenvolvidas na Avenida Presidente Kennedy, no bairro Água Verde. Nos próximos dias, as ações vão incluir trechos de vias como a Avenida Comendador Franco (Jardim Botânico), Rua Marte (Sítio Cercado) e a Linha Verde.

De acordo com dados do Projeto Vida no Trânsito, no ano de 2016 ocorreram 17 acidentes com vítimas fatais no trecho urbano da BR-376 e outros 16 na BR-476. Entre as ocorrências, houve atropelamento, capotamento e engavetamento dos veículos envolvidos. Na Avenida Presidente Kennedy, por exemplo, foram quatro acidentes com morte no ano passado.

FOTO – Luiz Costa/SMCS

error: Content is protected !!