Polícia segue investigando desaparecimento de criança na Região Metropolitana

Desde a noite de segunda-feira (19), um menino de apenas dois anos segue desaparecido em Cerro Azul, Região Metropolitana de Curitiba. Brayan Raab Fonseca foi visto pela última vez próximo ao Rio Ribeira, nas imediações das PR-092,  local onde fica a casa da família. Logo após o sumiço da criança, os pais de Brayan acionaram a Polícia Civil e o Grupo de Operações de Socorro Terrestre (GOST), da Polícia Militar. Na última vez em que a criança foi vista, ela vestia uma calça azul clara, cueca amarela, blusa de manga longa azul clara e tênis verde com meias cinzas e verde.

O caso vem sendo acompanhado pela polícia de Cerro Azul e pelo Serviço de Investigação de Criança Desaparecida (Sicride) de Curitiba. A polícia ainda não descarta a possibilidade de a criança ter caído no rio – que fica a menos de 20 metros da casa da família – ou de ter sido vítima de um possível sequestro. Por enquanto, porém, não há uma linha de investigação definida.

A delegada do Sicride, Iara Dequiki, afirmou durante a semana que o portão da casa estava aberto no momento do desaparecimento da criança.

“Conversando com os pais da criança, eles disseram que tem um portão que divide o terreno da casa que passa para o rio. Aconteceu desse portão estar aberto e, provavelmente, deva ter escorregado e caído no rio”, contou a delegada. Ela afirmou também que o pai e um parente encontraram pegadas da criança nas proximidades do rio.Quem tiver alguma informação sobre o caso pode entrar em contato com o Sicride, pelo telefone 3883-8351.

Foto – Arquivo Pessoal

error: Content is protected !!