Comitê para discutir a segurança no transporte coletivo é criado em Curitiba

Um Comitê Permanente de Segurança do Transporte Coletivo Metropolitano vai acompanhar e discutir ações de segurança no transporte coletivo nos municípios do entorno da capital. A decisão foi tomada em reunião realizada na última segunda-feira (24) na Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec).

O comitê terá a participação de representantes da Polícia Militar, Polícia Civil, Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc), Sindicato das Empresas de Transporte Urbano e Metropolitano de Curitiba e Região Metropolitana (Setransp), Secretaria Municipal de Defesa Social de Curitiba e Associação Metrocard.

A primeira reunião do Comitê será na próxima semana, quando serão discutidas as sugestões apresentadas pelos integrantes durante a reunião realizada nesta segunda. Um dos principais temas é a instalação de equipamentos de monitoramento no interior dos ônibus. Também foram sugeridos palestras e cursos de orientação para motoristas e cobradores das empresas sobre como agir em casos de assalto. Outra medida é incentivar a formalização de boletins de ocorrência (BO).

“A Comec entende que somente com o comprometimento de todos, com ações de prevenção e com estratégias dos diferentes segmentos da sociedade, pode-se aprimorar a segurança no transporte”, afirmou o diretor-presidente da Comec, Omar Akel, ao explicar que assim poderá ser dada uma efetiva resposta ao problema da violência e da criminalidade no transporte.

Segundo ele, uma campanha de comunicação foi criada para conscientizar a população sobre a necessidade de fazer o registro do boletim de ocorrência (BO). “Assim poderá ser feito o trabalho de inteligência nas áreas onde há maior ocorrência de roubos”, afirmou Akel, que lamentou o assassinato de um motorista de ônibus na cidade de Colombo, no último sábado (22).

FOTO – Divulgação/COMEC

error: Content is protected !!