Câmara recebeu tenente do Corpo de bombeiros em Sessão

Durante a sessão ordinária realizada na última terça-feira (17), o espaço destinado a Tribuna Livre foi ocupado pelo tenente Nikolas Kaneko Leal, que explanou aos representantes locais sobre o relatório das atividades desenvolvidas pelo Corpo de Bombeiros do Município no ano de 2017. Nikolas faz parte do 3° Subgrupamento do 7° Grupamento do Corpo de Bombeiros de Colombo.
Ao começar a sua apresentação na Tribuna Livre, o tenente agradeceu a oportunidade e parabenizou os vereadores da Câmara que sempre mencionam à segurança pública do Município, lembrando de assuntos como a Guarda Municipal, Polícia Militar e também o Corpo de Bombeiros. Ele classificou o grupo que atende Colombo como referência no Estado do Paraná e falou sobre as conquistas e melhorias dos 3º Subgrupamento desde a sua implantação no ano de 2006. “De 2011 até hoje só temos aprimorado os nossos serviços. Desde o início deste ano, temos o serviço do Samu, que inclusive nos beneficiou de certa forma, onde passamos a atender um número menor de ocorrências. Até o final do ano passado não tínhamos esse serviço”, declarou o tenente. 
Nikolas aproveitou o espaço para esclarecer os principais serviços realizados pelo Corpo de Bombeiros, que às vezes acabam passando despercebidos pela população. Entre as funções dos militares, além dos atendimentos às ocorrências envolvendo incêndios, estão as vistorias aos estabelecimentos locais e o auxílio à defesa civil colombense. Em agosto, segundo números apresentados, foram feitos 1.193 atendimentos, sendo que 52,33% deles envolveram motociclistas acidentados.  “Podemos dividir as ocorrências por faixa etária. Entre 20 e 24 anos está o com maior índice de ocorrências. Entre os 20 e 29 anos de idade, a gente percebe que 1/3 das vitimas são atendidas pelo Corpo de Bombeiros. Já dos 20 aos 34 anos de idade, representa quase 50% do número de ocorrências atendidas”, observou o tenente.
Em relação as vistorias, de acordo com a legislação vigente, o Corpo de Bombeiros possui um prazo de 30 dias para realizar o procedimento nos estabelecimentos. Em Colombo, a média vem sendo de 10 dias corridos, o que representa um número muito positivo para os profissionais e para a população local. Ainda segundo as estatísticas, até o momento, foram feitos 6.267 atendimentos, sendo 5.312 vistorias e 955 análises de projetos. Desse total, 4.007 atendimentos aconteceram apenas em Colombo. “Já batemos a nossa meta para este ano”, completou Nikolas.

Estrutura
 A unidade conta hoje com três caminhões de combate a incêndio, duas auto ambulâncias, duas caminhonetas de busca e salvamento e sete viaturas leves. O Corpo de Bombeiros local ainda possui um efetivo de 42 militares e sete agentes da Defesa Civil, que se revezam 24 horas por dia, para a realização dos atendimentos nos municípios de atuação do Subgrupamento: Colombo, Campina Grande do Sul, Quatro Barras, Bocaiúva do Sul, Tunas do Paraná e Adrianópolis.
Com o trabalho da Defesa Civil realizado em parceria com a unidade, a expectativa é que, futuramente, o órgão local ganhe uma sede própria e mais um veículo para realizar os atendimentos e seguir auxiliando na segurança pública do município ao lado dos bombeiros. Os vereadores presentes destacaram o trabalho comandado pelo tenente no 3º Subgrupamento e se mostraram disponíveis para atender aos pedidos que possam seguir garantindo o trabalho de qualidade dos militares.

Fotos – Marcos Garcia

error: Content is protected !!