Sicredi cria comitê de mulheres cooperativistas

A Sicredi Campos Gerais realizou na última sexta-feira (27) uma noite especial só para associadas. O 2º Encontro de Liderança Feminina, que teve o apoio das cooperativas Frísia e Castrolanda, reuniu cerca de 350 convidadas na sede da Sicredi Campos Gerais em Ponta Grossa. Na ocasião, também foi formado o Comitê de Mulheres, cujo objetivo é atuar no desenvolvimento do cooperativismo nas comunidades. O grupo conta com mais de 50 integrantes dos 14 municípios da área de atuação da Cooperativa.

Durante o evento, as convidadas participaram de palestra com a facilitadora Priscilla de Sá, com o tema “Para as Mulheres que são a diferença no mundo”. Dentro de sua fala, várias reflexões sobre como estão as mulheres do século XXI e os desafios que essa nova mulher tem pela frente.

Logo após a fala da palestrante, as diretoras de Operações e de Negócios da Sicredi Campos Gerais, Tilene Farina e Leila Grik, assumiram o palco. As duas apresentaram um panorama da participação das mulheres dentro do Sicredi, seja com colaboradoras ou como associadas. Atualmente, 58% dos mais de 23 mil colaboradores do Sicredi no Brasil são do sexo feminino, enquanto que o percentual de mulheres associadas é inferior a 32%.

Diante destes números, as diretoras fomentaram entre as associadas a criação de um comitê buscando o desenvolvimento desse público dentro do movimento do cooperativismo.Ao todo, mais de 50 mulheres aceitaram o desafio, com atividades iniciais previstas para 2018. A proposta é que elas participem de cursos de formação cooperativa e educação financeira, entre outros, façam visitas a outros comitês e possam a partir do 2º semestre de 2018 pensar em práticas que difundam os valores cooperativistas nas comunidades onde atuam – sempre trabalhando paralelamente às ações já desenvolvidas pela Cooperativa.

“Pensamos em tudo com muito carinho. Cada detalhe foi preparado para que sentissem como são importantes para nós e como podem fazer mais como líderes de suas comunidades. Acreditamos que desenvolver pessoas é o que gera crescimento e, as mulheres são uma parcela muito importante nesse processo. Por isso, sempre estivemos trabalhando para o desenvolvimento deste público e agora sagramos esse apoio com a criação do comitê”, frisou a diretora Leila Grik.

A diretora de operações, Tilene Farina, ressalta a importância da iniciativa. “Ver como temos mulheres influentes, em diversos aspectos, é muito gratificante. Nesta noite, reunimos mulheres de perfis diferentes, de cidades diferentes, porém todas com um propósito comum, dispostas a encarar este desafio da criação do comitê conosco. Entender que juntos somos ainda mais fortes foi o primeiro passo. Agora partimos para a constituição do comitê”, explica Tilene.

Fotos – Divulgação

error: Content is protected !!