Paraná firma parceria para aumentar o combate a exploração sexual infantil

O Governo do Paraná firmou uma parceria com o Instituto Liberta, organização não governamental criada pelo empresário Elie Horn, para ampliar as ações de combate à exploração sexual de crianças e adolescentes. O assunto foi tratado na última segunda-feira (29) em reunião no Palácio Iguaçu, em Curitiba.

Pelo acordo, o Governo do Paraná, por meio da Secretaria de Estado Família e Desenvolvimento Social e de outros órgãos estaduais, auxiliará na divulgação e distribuição dos materiais produzidos pelo Instituto Liberta.  A vice-governadora do Paraná, Cida Borghetti, destacou a importância de unir esforços no enfrentamento do tema. “Precisamos proteger as nossas meninas e meninos dessas situações. Uma das melhores estratégicas é a conscientização da nossa sociedade”, afirmou ela.

A secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, detalhou as ações do Paraná na proteção e defesa dos direitos das crianças e adolescentes. Desde 2011, foram investidos mais de R$ 220 milhões do Fundo Estadual para a Infância e Adolescência.

Recentemente, o Instituto Liberta produziu uma campanha publicitária para evidenciar dados relativos ao problema da exploração sexual de crianças e adolescentes no país e estimulas as denúncias através do Disque 100.

Segundo o empresário e filantropo Elie Horn, fundador da Construtora Cyrela e idealizador da ONG, as ações buscam uma mudança de cultura no país. “A conscientização é essencial para enfrentarmos o tema, que ainda é um tabu na sociedade. Nossa obrigação é tentar proteger as crianças para resgatar sua dignidade e seu futuro”. O Instituto Liberta já possui ações semelhantes no Pará, São Paulo e Minas Gerais.

Paraná
Além de cofinanciar programas, serviços e capacitações, o Paraná investe em campanhas de conscientização para incentivar as denúncias de violências. “Nossa secretaria está à disposição para estreitarmos o relacionamento e obter resultados”, afirmou Fernanda Richa.

O último levantamento feito pela Secretaria apontou que, em fevereiro e março deste ano, o número de denúncias de violência contra crianças e adolescentes no Paraná aumentou 205%, no comparativo com o mesmo período de 2016.  O aumento foi registrado após lançamento da Campanha de Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes nas Estradas, em fevereiro.

Para denunciar qualquer situação ou suspeita de violência ou violação de direitos contra crianças e adolescentes, basta ligar para o Disque 100 ou para o número 181 – Disque-Denúncia, serviço do Governo do Estado. As ligações são gratuitas. O atendimento funciona 24 horas, todos os dias da semana, com garantia de sigilo das informações e de quem faz a denúncias.

Foto – Jonas Oliveira/Vice Governadoria

error: Content is protected !!