“Os Mutantes” na Caixa Cultural

De legado incomensurável e com presença fundamental no cenário musical brasileiro, a banda Os Mutantes estreou em 1966 com Sérgio Dias, Arnaldo Baptista e Rita Lee. Na ativa, e levando o rock nacional aos mais diversos cantos do mundo, a banda tem em sua formação atual Esméria Bulgari, nos vocais; Henrique Peters, nos vocais e teclados; Vinícius Junqueira, no baixo; Claúdio Tchernev, na bateria; e o mago brasileiro das cordas Sérgio Dias, na guitarra, violão e também nos vocais.

Forjado na Era dos Festivais, o grupo Os Mutantes tem Sergio Dias como único representante da formação original da banda, personificando o momento da aceitação do rock no Brasil e de um país mais politizado. Em sua origem, o som d’Os Mutantes embalava uma nova proposta musical e trazia a guitarra elétrica, considerada por alguns, naquele período, como um insulto. Foi com Gilberto Gil, e ao lado do maestro Rogerio Duprat, que Os Mutantes misturaram o erudito com iê-iê-iê, balançando os conceitos e a estética da música popular e do rock nacional.

Nos shows que Os Mutantes vão realizar em Curitiba, Sérgio Dias comandará uma viagem pela história da MPB, revelando a dinâmica de um país aberto a todas as possibilidades musicais por meio de seus movimentos mais expressivos. Os espetáculos são marcados pela criatividade, irreverência e alta performance que caracterizam Os Mutantes.

A banda
O grupo Os Mutantes é liderado por Sérgio Dias, o único remanescente da formação original e eleito, por um júri de 25 virtuoses da guitarra, como melhor guitarrista do Brasil. Em 1999, o “The New York Times” estampou, numa reportagem de quatro páginas, o reconhecimento internacional d’Os Mutantes, seguido de matérias nas principais revistas especializadas como Spin, Mojo e Filter. Entre os anos de 1999 e 2000 foram lançados dois discos d’Os Mutantes: a coletânea “Everything is possible”, e o inédito “Tecnicolor”, com ilustrações e ficha técnica desenhadas por Sean Lennon, que é fã declarado da banda.

Em 2006, o grupo volta à ativa – com Sergio Dias, ao lado do seu irmão Arnaldo Baptista e Dinho Leme – num show histórico, em Londres, com ingressos esgotados dois meses antes da apresentação. Dali partiram para uma turnê norte-americana de sete shows, com destaque para apresentações no famoso Hollywood Bowl e no PitchFork Festival, evento de maior expressão da música nos EUA, onde Os Mutantes foram a atração principal. O retorno da banda foi registrado no CD/DVD “Live at Barbican”.

Com a saída de Arnaldo Baptista e Dinho Leme, Sergio Dias passa a liderar a banda com a atual formação. Em 2007, o grupo começa a produção do álbum com músicas inéditas intitulado “Haih or Amortecedor”. No mesmo ano, também passa a fazer parte do casting da The Agency e embarca numa turnê internacional com mais de 30 shows. Em 2009, o disco é indicado ao Grammy Latino de melhor álbum de rock e lançado pela gravadora americana Anti. Em 2013, a banda lançou o CD “Fool Metal Jack”.

Foto – Divulgação

error: Content is protected !!