Fernanda Montenegro abriu o 26º Festival de Curitiba no Teatro Guaíra

Nesta terça-feira (28), no Teatro Guaíra, aconteceu à abertura oficial da 26ª edição do Festival de Curitiba, com a presença de convidados especiais e patrocinadores. Na ocasião, Fernanda Montenegro realizou a leitura dramática “Nelson Rodrigues Por Ele Mesmo”.

“Eu fico muito emocionada de realizar esta leitura para um público tão maravilhoso. Também é uma honra participar da abertura deste evento”, disse Fernanda ao final.

Os convidados ainda puderam participar de uma grande confraternização oferecida pela organização do Festival.

Já na quarta-feira (29), a atriz ainda realizou uma apresentação gratuita do solo, no Teatro Bom Jesus, para estudantes de artes cênicas.  A imprensa e os alunos puderam fazer perguntas para Fernanda.

Durante um bate-papo descontraído, Fernanda Montenegro falou sobre a vocação no teatro. “Isso aqui é uma vocação. Quem é marcado por esta vocação não vai deixar de realizá-la, é um chamado. Ele pode até estar formado em outras coisas, ter outras profissões, mas no final acaba aqui, no palco. Isso é uma glória e uma maldição. Porque é tão difícil estar neste lugar, que só fica quem realmente tem essa vocação maluca e inexplicável. O teatro é uma vocação. Ás vezes ele quer ser ator, só que não tem jeito. Mas ele gosta disso aqui, então vira produtor, diretor, figurinista, até atender as pessoas na portaria. Isso é uma contaminação, é uma doença. Eu tenho certeza que na idade em que estou, 87 anos, se não fosse o teatro eu já estaria de bengala ou já teria morrido. Estar aqui te dinamiza”, diz Fernanda.

Durante um pouco mais de uma hora, a atriz contou experiências da sua vida e respondeu a perguntas. Alguns estudantes ainda entregaram flores como forma de homenagear essa grande figura do teatro e da televisão brasileira.

Nelson Rodrigues Por Ele Mesmo
O projeto estreou em 2014, a leitura de trechos do livro homônimo, uma compilação de crônicas e entrevistas do escritor, organizada por Sônia Rodrigues, filha do dramaturgo.

Fernanda Montenegro e Nelson Rodrigues eram próximos. A famosa “O Beijo no Asfalto” foi escrita sob encomenda a pedido da atriz, que queria montar uma peça com o marido Fernando Torres. Depois de meses de insistência, o texto foi escrito em três semanas.

Fotos – Vanessa Guerra

error: Content is protected !!